Catedral de Porto Alegre

Catedral de Porto Alegre

sábado, 6 de fevereiro de 2010

" Vento Negro "


Viajo no tempo
meu lar ao relento
no caminho só amizades
peito cheio de saudades

como vento
não fico no mesmo lugar
aporto em todos os portos

em pensamento
transporto-me
onde quero ficar

se marinheiro não sei
nunca me identifiquei
não carrego identidade

pois a cada tempestade
acordo em nova cidade
basta-me um sorriso

convite e aviso
te imaginei assim
gaúcho gaudério

chegando de mansinho
procurando um carinho
embora já sabendo

tua mala de garupa pronta
amanhã te sentirei ausente
vem minha cama quente

estava a tua espera
trazes nas veias sangue
de farrapo chegas leve
como toda primavera


trazes flores nas mãos
na alma trazes guerra
pela manhã ouvirei
do potro só o galope

sem rumo perdendo norte
essa noite terei teu calor
sentirei teu trote mansinho
em lindos galopes de amor

Antonio Campos em 31/10/08.

13 comentários:

  1. que lindo,Antonio! Acabo de voltar das férias praia e encontro POA num FORNO só! E passou tão rápido!abração,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Chica sua presença é importante. De fato aqui o calor é terrível. Mas a rotina continua rssrrsrsr.

    ResponderExcluir
  4. Essa postagem removida por mim apesar de respeitar a liberdade de expressão. Expunha em meu blog e no blog " Renascer" e mais em alguns blogs. Um dialogo só para adultos e que não condiz com os temas aqui postados. Visto que esse blog é lido por pessoas de um outro nível cultural. Ademais crianças como meus netos frequentam esse espaço. Reitero aqui que esse tema postado me faz lembrar fatos acontecidos no antigo GOS. E que trazia por trás de tudo a figura nefasta de um personagem. Fui até o blog referido e constatei que existem lá 9 seguidores e que portanto o autor do referido post deveria expor seu tema a esses seguidores que adultos responsáveis com certeza aceitariam o que aqui foi impresso. Como esse espaço é para pensadores de intelecto voltado para assuntos culturais espero que o fato não repita-se pois que a cada comentário não aceito por mim o mesmo sera excluido. E se por ventura algum dos assíduos frequentadores do meu blog lerem algo que não condiz com os temas postados. Que tenham a certeza de que ainda não li e os meus verdadeiros amigos que sabem meu email me notifiquem. Liberdade de expressão é bem vinda aqui mas para que a mesma tenha legitimidade é preciso que haja ética e moral a altura do que aqui se posta.
    6 d

    ResponderExcluir
  5. "É a possibilidade que me faz continuar e não a certeza. Uma espécie de aposta da minha parte. E embora me possam chamar sonhador, louco ou qualquer outra coisa, acredito que com Deus tudo é possível..."
    Um lindo domingo e ótima semana!
    abraços

    ResponderExcluir
  6. Antonio, adorei a tua argumentação. E também o poema, é claro!!!
    Bjkas, meu querido!

    ResponderExcluir
  7. Oi amigo, que calor né ? rs...
    Vim convidar a conhecer meu novo Blog: http://sentimentos-jacque.blogspot.com/

    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Bom Dia, Tricolor. "Viajei" no seu poema. Poeta não precisa de identidade. Sua bela aura e sua alma já o identificam.Parabéns!!!

    Agora...o "vento negro" trouxe alguns fantasmas ao seu blog , também já vi. E sem identidade, também vi. Lamentavelmente infringi meu código de ética, pois sempre prezei a liberdade de expressão.E você sabe que não poderia ser diferente,uma vez que minha profisssão vive dela (da liberdade de expressão). Conclusão,dei um "copy" no comentário e, em seguida, o mandei para o espaço. Além de tomar providências, lógico.

    Um beijo e vida que segue...

    E.T. Um novo seguidor meu (menino ainda) leu o que escrevi no blog e já publicou um post em repúdio ao que nos aconteceu.Solidariedade ainda existe por parte de algumas pessoas.Que bom!!!!

    ResponderExcluir
  9. Poeta castrado não!

    "Serei tudo o que disserem
    por inveja ou negação:
    cabeçudo dromedário
    fogueira de exibição
    teorema corolário
    poema de mão em mão
    lãzudo publicitário
    malabarista cabrão.
    Serei tudo o que disserem:
    Poeta castrado não!

    Os que entendem como eu
    as linhas com que me escrevo
    reconhecem o que é meu
    em tudo quanto lhes devo:
    ternura como já disse
    sempre que faço um poema;
    saudade que se partisse
    me alagaria de pena;
    e também uma alegria
    uma coragem serena
    em renegar a poesia
    quando ela nos envenena.

    Os que entendem como eu
    a força que tem um verso
    reconhecem o que é seu
    quando lhes mostro o reverso:

    Da fome já não se fala
    - é tão vulgar que nos cansa -
    mas que dizer de uma bala
    num esqueleto de criança?

    Do frio não reza a história
    - a morte é branda e letal -
    mas que dizer da memória
    de uma bomba de napalm?

    E o resto que pode ser
    o poema dia a dia?
    - Um bisturi a crescer
    nas coxas de uma judia;
    um filho que vai nascer
    parido por asfixia?!
    - Ah não me venham dizer
    que é fonética a poesia!

    Serei tudo o que disserem
    por temor ou negação:
    Demagogo mau profeta
    falso médico ladrão
    prostituta proxeneta
    espoleta televisão.
    Serei tudo o que disserem:
    Poeta castrado não! "

    (Ary dos Santos)

    ResponderExcluir
  10. Alô Antonio dos Pampas!
    Poeta, eu também fui contemplado com o devaneio eróticodoentio daquela entidade. Mandei pro espaço imediatamente. Que coisa, hein? Quanto mais a gente reza, mais assombrações aparecem! [rsrs]
    Que a vida, então, possa nos trazer apenas os ventos leves e alvos do respeito, da fratenidade e da poesia.
    Grande abraço meu amigo!

    ResponderExcluir
  11. Vento nos leva a misteriosos lugares mas na calmaria aportaremos de volta a vida, paz.

    ResponderExcluir
  12. Que bom te ler de novo!!! Essa eu já conhecia...Linda demais!!!
    Um grande abraço e uma ótima semana de luz!!!

    ResponderExcluir

Ofertado pelo blog Reflexões.

Ofertado pelo blog Reflexões.

Um Blog do Outro mundo

Um Blog do Outro mundo

Blog Reflexões

Blog Reflexões

PEQUENO CAHORRO GAUDÉRIO.....

PEQUENO CAHORRO GAUDÉRIO.....
MAS....PENSE BEM ANTES DE MEXER COM O TRÂNQUILO

ofertado pelo blog

ofertado pelo blog
http://mayshay.blogspot.com/

Olho de Deus

Olho de Deus

Blog do Poeta e Amigo Mariano

Blog do Poeta e Amigo Mariano

Repassado pelo blog Renascendo

Repassado pelo blog Renascendo

" Anjo do Oriente "

" Anjo do Oriente "
Vale a pena visitar esse blog

Presente do Blog Anjo Sedutor

Namorado da Maga

A GATA MAGA

A GATA MAGA
PRESENTE DA SENADORA LAU

Repassado Pelo Blog Compartilhar e Aprender

Repassado Pelo Blog Compartilhar e Aprender

Somos Todos Irmãos

Somos Todos Irmãos
Ofertado pelo amigo Dalton

Sequestrado do Blog " No Cantinho da Curva"

Esse selo é para você amigo

" Reunidos Amigos"